Rolex e
o U.S. Open2019

O U.S. Open, o terceiro dos quatro campeonatos de golfe masculino do ano, foi realizado pela primeira vez no Newport Golf Club, em 1895. Todos os anos, os campos mais icônicos dos Estados Unidos são preparados para oferecer o melhor teste de golfe. O local escolhido para sediar a edição deste ano, o Pebble Beach Golf Links, localizado na costa do Pacífico, não é uma exceção. Os Embaixadores Rolex Jack Nicklaus, Gary Player, Tom Watson, Tiger Woods e Brooks Koepka estão entre os campeões deste venerado torneio. A Rolex é a parceira ideal deste torneio, onde a precisão é fundamental. A marca é o Relógio Oficial do U.S. Open desde 1980.

Rolex and the U.S. Open

Rolex e o golfe

Os golfistas
dispostos a
enfrentar
o desafio

Brooks Koepka
Brooks Koepka espera criar outro momento histórico no Pebble Beach. Em 2019, ele foi o único golfista a defender dois títulos Major em duas temporadas, ganhando seu segundo PGA Championship sucessivo, após ganhar dois títulos do U.S. Open consecutivos.

Atualmente, ele pretende alcançar o recorde inigualável do escocês Willie Anderson: três vitórias consecutivas (1903 a 1905). O percurso de Koepka para alcançar a excelência no golfe foi inovador. Após uma excelente carreira universitária, ele aprimorou sua carreira na Europa, ganhando quatro títulos antes de se juntar à elite do PGA TOUR®.

Tiger Woods
Tiger Woods cativou o mundo do golfe por mais de 20 anos. Aos 21 anos, ele reescreveu a história do golfe ao vencer o Masters de 1997 com um recorde de 12 tacadas. Em abril de 2019, aos 43 anos, ele teve um dos retornos mais memoráveis da história do golfe: Tiger conquistou seu 15° Major, novamente no Augusta National, após 11 anos sem vencer o torneio.

Sua capacidade de resiliência, dedicação e habilidades técnicas, garantirão seu lugar entre os principais jogadores no Pebble Beach, lugar onde ele conquistou o primeiro de seus três títulos do U.S. Open, em 2000.

Jason Day
Jason Day teve muitos contratempos. Mas, como Tiger Woods ele sempre resistiu. As aptidões de Tiger o inspiraram quando ele ainda estava aprendendo a jogar golfe na Austrália. Sem nenhuma vitória em 2017, ele se superou em 2018 com cinco classificações no Top 10, incluindo dois dos doze títulos que ele conquistou desde o início de sua carreira profissional, em 2006.

Seu currículo inclui a vitória no PGA Championship 2015, onde marcou a pontuação mais baixa da história dos torneios Major (20 abaixo do par), que o ajudou a se tornar o n° 1 mundial daquele ano.

Phil Mickelson
Um título do U.S. Open cairia como uma luva para Phil Mickelson. Segundo colocado por seis vezes no torneio, ele precisa deste troféu para completar uma carreira de Grand Slam de quatro Majors, e o Pebble Beach seria o local ideal para esta vitória. Em fevereiro de 2019, ele venceu pela quinta vez o AT&T Pebble Beach Pro-Am, realizando um rodada final de 65 pontos.

A carreira de Mickelson tem sido um exemplo de excelência desde que ele se tornou profissional, em 1992. O canhoto tem um jogo curto incomparável. Além disso, seu toque e sincronismo em campo lhe permitem realizar tacadas extraordinárias.

Jon Rahm
Após uma excelente carreira amadora – permanecendo no ranking mundial pelo tempo recorde de 60 semanas – Jon Rahm tem se destacado desde que se tornou profissional, em 2016. O jovem espanhol detém dois títulos do PGA TOUR® e quatros outras vitórias internacionais. Em janeiro de 2018, ele alcançou o ponto alto da carreira, como o n° 2 do ranking mundial.

Tom Watson

Há 37 anos atrás, Tom Watson venceu o U.S. Open no Pebble Beach, em um emocionante duelo com o Embaixador Rolex Jack Nicklaus, que o estimulou a recuperar a liderança com a tacada que seria provavelmente a melhor de sua carreira. Depois de golpear a bola com um taco de ferro atrás do 17° green, ele perguntou ao seu caddie: "Chegou perto? Caramba! Vou ter que acertar esta”. Essa precisão técnica, aliada ao seu empenho para ser o melhor, renderam a este eterno campeão oito Majors no PGA TOUR® e seis nos PGA Tour Champions.

DAY-DATE 40

Disponível unicamente em ouro 18 quilates ou platina, ele foi o primeiro relógio de pulso a indicar a data e o dia da semana por extenso em uma abertura no mostrador. Sua precisão, confiabilidade, legibilidade e presença excepcionais o transformaram no relógio que denota status por excelência. A personificação do prestígio. Equipado com a pulseira Presidente, originalmente criada para ele, o Day-Date continua a ser o relógio das pessoas influentes por excelência, que, a exemplo dos golfistas de elite que competem no U.S. Open, são líderes em sua área de atuação.

U.S. Open